Dezembro 13, 2016 Miguel Sobral Cardoso

Consigo comunicar apenas com as pessoas interessadas naquilo que comercializo?

Qual o caminho a seguir? Esperar que alguém responda às minhas publicações, aos concursos que disponibilizo no meu site, aos eventos das redes sociais e assim descobrir qual é minha verdadeira audiência? Continuar a investir sangue, suor e lágrimas, em estratégias de Marketing sem saber qual o público que realmente queremos atingir não parece uma boa solução, pois não?

Se pensarmos na loja online tem de haver vendas, no blog tem de haver leads, a aplicação tem de ter downloads, a publicação tem de ter interações… Por isso, a sua mensagem tem de chegar a quem realmente importa! Definir um padrão de comportamentos para o público alvo é muito importante. Todos os conteúdos devem ser criados a pensar em quem os vai consumir, sendo inevitável adaptar a sua estratégia de comunicação de forma a potenciar em larga escala a sua interação.

Hoje em dia, as grandes plataformas possuem interfaces simples e possibilitam de forma rápida a criação de critérios para a definição de um público-alvo. Contudo, não é por ser possível colocar um visto em homens-donos-de-periquitos-que-recentemente-compraram-um-corta-relvas-e-que-costumam-ver-o-seu-feed-de-Facebook-de-manhã que o devemos fazer. Estudar o comportamento típico do seu público alvo ajuda a simplificar os critérios e a alcançar os objetivos a que a sua comunicação se propõe.

Deste modo, o que é recomendável será ter critérios de segmentação associados à forma como o seu target interage com a SUA marca e não como interage com as plataformas em que está inserido. Ou seja, o utilizador pode interagir ao pequeno almoço com o Twitter, mas a sua marca é de bebidas alcoólicas, será que interessa comunicar nesse horário?

Uma das grandes vantagens do Marketing Digital é que tudo pode ser medido e alterado de forma quase instantânea. Podemos mudar o nosso orçamento, tipo e duração da campanha, mudar a segmentação ou alterar o design do produto, em qualquer altura da nossa comunicação.  

A era de one-size-fits-all acabou… É importante criar empatia com o nosso público e perceber realmente os seus problemas e desejos. Nem todos os produtos ou serviços são importantes para todos da mesma forma.  Assim, torna-se importante:

  1. Escolher os canais corretos para a sua mensagem (saber onde estão os seus potenciais clientes e que canais multimédia utilizam);
  2. Criar conteúdos que satisfaçam as necessidades da sua audiência e que possibilitem interação (temos de conhecer os seus interesses, necessidades e gostos);
  3. Perceber como o seu público gosta de ser tratado e definir o tempo, frequência e plataforma para executar as  suas comunicações (saber como, quando e onde está o público alvo disponível para interagir com a nossa marca).


É isto que podemos fazer por si! Analisar constantemente estes padrões e otimizar os seus critérios de comunicação para entregar a mensagem certa, à pessoa certa, no lugar certo à hora certa! Contacte-nos!

De que está à espera?

Tagged: , , , , , , ,

Comment (1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *