Outubro 19, 2018 10.digital

“Julga-se o melhor condutor do mundo, e no entanto…”, por Gonçalo Redondo

Um anúncio televisivo com quase dois minutos não é muito comum hoje em dia. Mas há mais de três décadas, em 1986, era possível fazê-lo e a Prevenção Rodoviária Portuguesa teve um, que insistia: “Se conduzir não beba.”

Por certo muitas pessoas ainda hoje recordam este filme e, em particular, uma das suas frases, tão conhecida que chegávamos a repeti-la no quotidiano: “Está eufórico, julga-se o melhor condutor do mundo!”

O cenário do anúncio é simples. Uma paisagem de brincar, como aquelas que vemos em algumas pistas de comboio. Uma mão risca o trajeto na estrada com um lápis. A princípio certinho, com trajetórias regulares. Mas vai-se tornando mais ziguezagueante à medida que o lápis pára junto a uns grandes copos de vinho, esvaziando-os. A música tem um tom tenso e dramático e, a certa altura, após quatro copos esvaziados, o lápis sai de estrada, partindo o bico. Apesar de metafórica, a mensagem é muito explícita e forte. O filme termina com o tal apelo, sempre atual: “Se conduzir, não beba.”

Descubra ou recorde o anúncio aqui:

Mas permitam que me apresente: chamo-me Gonçalo Redondo, tenho 44 anos, e sou Developer na agência 10.digital. Quem diria que vinha acabar a trabalhar no meio de marketers e que me haveriam de perguntar pela primeira memória na área da publicidade!

Achava este anúncio muito giro – talvez por ser criança. Não sei se atingia bem as pessoas mais velhas, até porque, infelizmente, o álcool na condução sempre foi e continua a ser um dos graves problemas do nosso país. Mas o que é certo é que nunca me esqueci daquele “julga-se o melhor condutor do mundo, e no entanto”…

Gostei da estética do filme, da maneira como estava feito e, mais de 30 anos depois, ainda o recordo. Se teve influência na minha própria conduta ao volante? Não duvido que sim.

Será que há anúncios cujo retorno só se possa medir tanto tempo depois? 🙂

 

Quer continuar a receber notícias nossas? Subscreva a nossa newsletter!

Confirmo que aceito ser contactado para fins de email marketing.*

* Campo obrigatório

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *