Janeiro 18, 2019 10.digital

“Onde está o pão?”, por João Pereira

Eduardo Madeira com Flora em “Onde está o pão?”

Não deve existir lar português onde nunca tenha entrado uma embalagem de margarina. Perdão, o marketing está sempre a criar coisas novas e a designação atual é creme vegetal. Quem ainda não ouviu falar de Planta ou de Flora para barrar o pão? Mas deixemos a Planta e concentremo-nos na Flora, que isto é sobre ela.

A Flora já é visita habitual na casa dos portugueses há tantos anos que, até pelo nome, mais parece um produto nosso. Não é. Somos bons, mas nem tanto. A Flora é vendida em vários países e produzida pela multinacional Unilever. Foi criada para ser uma alternativa mais saudável à manteiga e à banha e lançada nalgumas farmácias, em 1960, tendo chegado às mercearias em 1962. O facto de um responsável de marketing da Unilever ter uma mulher com o nome Flora terá estado na origem do nome. Nada a ver com a vida das plantas, portanto.

A minha campanha favorita é uma da Flora. Acho que lhe podemos chamar “Onde é que está o pão?”. Chamo-me João Pereira, tenho 33 anos, e sou junior digital marketer na 10.digital, uma empresa jovem mas com grande capacidade para tratar, com humor e originalidade eficazes, o marketing digital de produtos de grande consumo.
Na minha opinião, este anúncio da Flora tem muitas qualidades, mistura arte e humor e, há cerca de uma dúzia de anos, teve o engenho de recrutar um dos atuais atores/humoristas mais reconhecido pelos portugueses, chamado Eduardo Madeira.

A ação passa-se num teatro, durante o ensaio para uma peça. Eduardo Madeira, com um penteado garrettiano e trejeitos de quem conhece a obra completa de Shakespeare, está sentado junto à boca de cena. Explica ao ator que está no palco que o que tem de fazer é simples: abrir a porta do frigorífico e perguntar onde está o leite. Mas este faz o movimento de abertura e pergunta onde está o pão. Madeira corrige e o ator volta a enganar-se, perguntando onde estão as tostas. Nova correção e novo erro; desta vez saiu torradas.

Exasperado, Madeira dirige-se ao palco e volta a ensinar o ator a dizer leite. Mas, mesmo assim, ele diz torradas. Então o humorista decide dar o exemplo e dispara: “Jovem, será assim tão difícil chegares aqui e dizer onde é que está o… pão?” Ou seja, também se engana. Porquê? Porque dentro do frigorífico está, apenas e só, uma embalagem de Flora. Moral da história: “A vida é feita de pequenas obsessões. Até no pão. Flora, é como eu gosto.” Pode ver o anúncio aqui:

Na altura, ainda bem longe de imaginar que iria trabalhar em marketing digital, pareceu-me uma publicidade fora da caixa, com história. Não era um simples anúncio. Fez-me rir. Ainda assim, continuei a comer manteiga porque, quando era miúdo, enjoei de margarina, mas não duvido de que, naquela altura, aumentou a notoriedade da Flora, tornou-a ainda mais conhecida, desenvolveu o chamado “brand awareness”. E não duvido que terá aumentado as vendas da marca. Teve, por certo, um bom retorno.

 

Quer continuar a receber notícias nossas? Subscreva a nossa newsletter!

Confirmo que aceito ser contactado para fins de email marketing.*

* Campo obrigatório

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *